Fotomicrografia – A Ferramenta Ideal para o SAC

Quem produz alimentos está sujeito a situações frente aos consumidores ou aos órgãos de fiscalização que, se não forem criteriosamente analisadas, poderão colocar em risco a marca de um produto ou a idoneidade da empresa.

A análise de um alimento poderá constatar que existe alguma anormalidade com o mesmo. As consequências serão de maior ou menor impacto, dependendo da forma como o problema for tratado desde o início. Uma boa assessoria técnica e jurídica pode minimizar toda a exposição que a empresa está sujeita por um desvio de qualidade.

O CERELAB elabora Laudos de Análise com ilustrações em Fotomicrografia, cuja comparação com fotos padrão de materiais estranhos, sujidades ou elementos histológicos, eliminam quaisquer eventuais dúvidas que poderiam permanecer.

O ensaio é realizado em microscópio óptico com capacidade de aumento em até 400 vezes, acoplado a uma máquina fotográfica digital para obtenção de fotos com alta resolução, desde a embalagem do produto, com dados que a identifiquem, até a Fotomicrografia da matéria estranha encontrada.

 

ANÁLISE MICROSCÓPICA HISTOLÓGICA COM FOTOMICROGRAFIA PARA DIFERENCIAR ELEMENTOS PRESENTES NO ALIMENTO

Uma fraude é caracterizada quando há elementos estranhos não declarados na embalagem ou proibidos pela Legislação.

Análises microscópicas histológicas poderão comprovar a pureza do produto ou se os ingredientes encontrados fazem parte do que é permitido para o alimento em questão.